terça-feira, 12 de junho de 2012

Cuide dos seus olhos no ambiente de trabalho


Grande parte dos trabalhadores brasileiros é negligente ao cuidar de sua visão. Prova disso é o aumento da incidência dos traumas oculares no ambiente de trabalho em um momento em que outros tipos de acidente vêm declinando.

Segundo relatório da Previdência Social, o número de traumatismos nos olhos e na órbita ocular dobrou entre 2008 e 2010, passando de 2,3 mil para 4,7 mil. A instituição afirma que os olhos são a quinta parte mais atingida nos acidentes de trabalho, respondendo a 4% das lesões. Os outros traumatismos mais comuns são ferimentos nos joelhos (4,3%), nos pés (8,6%), nas mãos (8,7%) e nos dedos (30,4%).

De acordo com oftalmologistas, a maior parte dos acidentes está relacionada com a falta de orientação dos trabalhadores autônomos na escolha dos óculos de proteção e dos Equipamentos de Proteção individuais (EPI). Em alguns casos, os profissionais usam os EPIs, mas não os adequados.

Um dos problemas que podem levar a acidentes é o cansaço ocular, que pode diminuir a produtividade em até 20%. Depois de três horas ininterruptas de trabalho, é recomendado uma pausa de 15 minutos. Para quem trabalha no computador, essa pausa deve ser depois de duas horas. Segundo os oftalmologistas, 75% dos usuários com até 40 anos e 90% dos que têm idade superior são portadores da síndrome da visão no computador (CVS), cujos sintomas são ardência, visão embaçada, sensação de areia nos olhos e dor de cabeça.

Os especialistas ensinam que a escolha dos óculos de proteção deve levar em consideração o tipo de atividade e o ambiente de trabalho. Veja abaixo uma lista dos tipos de óculos e lente e a indicação de uso:

Proteção lateral total - Óculos indicado para impedir partículas multidirecionais e penetração de radiação UV (Ultravioleta).

Protetor com perfuração – Permite a ventilação e é ideal para não embaçar a lente em ambientes quentes.

Protetor fixado em tela de aço – Indicado para evitar perfuração ocular por partículas mais pesadas.

Proteção lateral fixa - Para atividade de baixo risco como supervisores e dentistas que precisam manter boa visão periférica.

Lente Amarela – Melhora a visão em condições de pouca luz como dias nublados, com neblina e à noite. Também evita o ofuscamento e por isso é indicada para direção noturna.

Lente Cinza – Ideal para prteção contra ao excesso de luminosidade do sol e nos trabalhos de solda.

Lente Verde – Melhora a visibilidade em condições moderadas de luminosidade.

Lente Laranja – Melhora a visão de contraste tanto em dias ensolarados como durante a noite.

Lente Azul ou rosa – Ideais para descansar os olhos.

Fonte: LDC Comunicação
http://boasaude.uol.com.br/news/index.cfm?news_id=9768&mode=browse&fromhome=y

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário